Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Para te Esquecer tenho a vida toda

que a vida me ensine o melhor caminho para longe de ti...

Para te Esquecer tenho a vida toda

que a vida me ensine o melhor caminho para longe de ti...

esperar

 

 

 

É inevitável.

Posso esperar pelo autocarro, pelo comboio até mesmo por uma boleia.

 Esperar que me chamem, que me comprimentem ou, simplesmente, que resolvam aparecer.

 Esperar por uma mensagem, por um toque, por uma noticia, por um sinal de vida.

 Esperar que venha a acontecer, que não aconteça, que sim ou que não.

 Esperar estar eganada, ou então, não estar.

 Esperar que uma daquelas pessoas especiais apareça num dia mesmo mau e me dê um simples abraço, um especial e terno beijo.

 Esperar que cheguem, que fiquem, que se segurem e aguentem.

 Esperar por ti, por ele, por ela, por eles, por todos e mais alguns.

 Esperar que se lembrem de mim como eu me lembro deles.

Esperar que os velhos tempos voltem e que os novos também cheguem, finalmente.

Esperar ouvir a verdade.

 Esperar que a guerra acabe, que o mundo mude.

 Esperar pelos dias de Verão, pelas manhãs de Primavera, pelas tardes de Outono e as noites de Inverno.

 Esperar pelas férias e pelo início das aulas ou do trabalho...

 Esperar, tenho sempre que esperar muito.

 Não significa, de todo, que um dia alcance tudo aquilo que espero, mas continuo sempre à espera, mais que não seja, à espera de um sorriso.